2016-09-01

Os Records da vida

Entrei no café com a moçoila para tomarmos um pequeno-almoço descontraídos.
Pedímos a comida (coisas que nos fazem mal a 200%, mas era dia da dar largas à gula) e notei que estava, em cima da mesa, um jornal com data de alguns dias atrás.

Perguntei ao dono se não haveria um jornal do dia.
Respondeu-me que deveriam estar em cima duma mesa que estava mais escondida atrás dum pilar.
Fui lá ver e, de facto, estavam lá 3 jornais: o Publico, o CM e o Record, este último estava aberto numa página. E de repente, sem qualquer pudor, o dono diz-me:

"Pode levar qualquer um, mas não o Record que eu estou a lê-lo"

Ri-me internamente.
Imaginei várias perguntas que lhe poderia fazer naquele momento:

- Mas está a lê-lo enquanto me serve?
- Ah, este é só para si, não é para os clientes, é isso?
- Tem pouco que fazer?
- Você está aqui para satisfazer os clientes ou para tornar isto na sua casa?
- Se você está a ler o jornal porque é que o tem em cima da mesa onde os clientes vão tirar jornais?
- Se o quer só para si não seria mais inteligente tirá-lo da mesa e escondê-lo?
- Você é estúpido ou está-se a borrifar completamente para o que faz?

Agarrei no CM (esse colosso da informação credível). loool

3 comentários:

Estudante disse...

Ahaha :D que comerciante tão zeloso! E foste logo pegar no CM?... Caramba... a TVI em papel :P

Sci disse...

Cá para mim o homem deve ter pensado que ias roubar o jornal... tens de rever o teu aspecto em altura de férias :p

Jedi Master Atomic disse...

Estudante -> É mesmo, mas era o único que falava da vitória do SCP sobre o FCP :P

Sci -> O meu aspeto é prazeroso (oh Linda Blue anda cá ver isto, usei uma palavra cara :P) em qualquer altura :P