2015-12-10

Por isso é que este país é lento e burocrático a fazer tudo

Quando vi esta notícia fiquei contente.
Finalmente todos os cidadãos já podem usufruir dos mesmos direitos (isto parece uma frase que se podia ler no Séc XX e ficar cheio de alegria, mas caros, já estamos no Séc XXI......já devia ser normal). Uma criança agora não tem que ficar sem família só porque existe um casal com 2 homens ou 2 mulheres.

E não, não é automático que a criança cresça um brutamontes ou sem direção (se não percebem a piada, pesquisem :P)

Mas ontem ouvi isto na rádio.
Só me quero concentrar nesta parte da frase:

...e que os bispos lamentaram o "modo rápido" com que o Parlamento aprovou aquela alteração, "sem participação atempada e até ponderada da sociedade civil".

Coitadinhos dos bispos. Tenho tanta pena deles.
Mas o que eles realmente querem dizer com aquela frase é: "Como é que tiveram a audácia de aprovar algo que nós somos contra". Sim, porque "muito rápido" é coisa que não foi. Sabem há quanto tempo se discute este assunto, caros bispos?

E a estocada final (se calhar não deveria usar as palavras "estocada" e "bispos" na mesma frase :P) foi a: "participação atempada e até ponderada da sociedade civil".
LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

O que vocês queriam sei eu. Vocês são os bobos da corte da sociedade civil nos dias de hoje e cada vez mais o demonstram com essa mentalidade de Séc. XVIII.

6 comentários:

Sci disse...

Vou lá agora pesquisar! Não posso, gosto muito de sexo, por isso não trabalho (ai, espera, mas não sou preta... ó Arroja, explica-me isto, que Deus não me fez um pénis para eu entender!!) :p

grassa disse...

Já sabes a minha posição relativamente a tudo o que seja instituição de cariz religioso.

Venha de lá o século XXII, que já vi que ainda não é neste que vamos limpar aquele quinhão da raça humana dado à crendice.

Jedi Master Atomic disse...

Sci -> :P

grassa -> Eu acho que só mesmo no Séc. XXIII

Linda Blue disse...

Passei para te desejar um feliz Natal, ó esgrouviado.
:P

Cat disse...

Por amor da Santa! Não compreendo sequer como/porquê que os bispos julgam que deviam ser ouvidos. Fiquei muito contente com a aprovação e só peco por não ter sido mais cedo.

Tiago disse...

Já tive o prazer de te dizer que sou bastante contra esta decisão (quem ler isto não se assuste e continue a ler - sim, viva a democracia e a pluralidade de ideias), pois não acredito que a medida seja uma boa solução, mas sim, mais uma má solução.

Por histórias pessoais contadas na primeira pessoa por gente com experiência de vida na profissão de professor, é completamente notório o desequilibro das crianças (falo entre os 10 e os 14 anos), que têm pais separados por diversas razões, não têm pais de todo ou vêm se situações complicadas. Juntar à equação mais um motivo de chacota (sim, porque as crianças são inconscientemente más), é muito mau caminho. Mãe Paulo e pai Pedro não vai ser fácil de entender, até que se chegue a um dia em que tudo isto é tão normal como hoje existirem pais separados.

Esses desequilibrados são altamente influenciáveis no crescimento e desenvolvimento de uma pessoa e o seu fim tem obviamente todas as possibilidades em aberto. O caminho é torto e esperemos todos que a bem se endireite. Os maus resultados e a falta de educação patente são aquilo que hoje todos sabemos naquilo que se passa num dos piores sectores do país - a Educação que é disso que estamos a falar.

Ninguém pode negar que uma criança aprende por imitação. Assusta-me que uma criança seja aquilo que vê nos pais algo que todos já sabemos que à partida não é "normal". A questão é que a "normalidade" está a atingir limites estranhos...

Acho que é excelente ter-se resolvido o problema da custódia de um filho que numa mãe ou pai que tem uma relação nova do mesmo sexo e tenha com isso problemas jurídicos retrógradas. "Casamento" do mesmo sexo quando não se consegue garantir herança (sim CASAMENTO = HERANÇA) é estranho. Futuramente, terão que resolver este problema in-vitro ou barriga de aluguer que legalmente não sei como funciona, mas é uma opção "humana" verdadeiramente estranha e, mais uma vez, contra-natura, porque um homem e uma mulher estão desenhados para nascer - crescer - REPRODUZIR-SE - morrer. O ser humano pensa, "estragou" tudo...

Termino só dizendo isto:
1. Acho que se deveria legalizar o casamento entre um ser humano e um animal. Isto já é possível noutros países e, embora juridicamente, o animal não consiga assumir um contrato, pois não pensa, a sociedade deveria evoluir para deixar cair este "problema". Uma sociedade totalmente liberal aproxima-se da anarquia...

2. Hoje em dia dizer piropos é crime. Fumar dentro de espaços públicos é proibido. Beber álcool nalguns países também é proibido antes dos 21 anos... Oi?!

3. Religião = feita por homens = fé = opiniões baseadas em livros não actuais = base da nossa civilização = Hoje em dia, acredita quem quer, não façam disso um problema.

4. Um verdadeiro problema somos todos nós pagarmos impostos para sustentar bancos (BPN, BPP, BES e Banif). Continuem a VOTAR NELES!!!


BOM ANO!!!