2014-06-07

Conselheiro dos conselheiros

A vossa relação é saudável?
Têm sexo todos os dias, várias vezes ao dia?
Parece que não se conseguem largar 1 minuto?

Chegaram ao post certo. Vou falar sobre algo que atormenta casais felizes.
A taxa de divórcio. AVISO: post longo !!!!

Aparentemente a taxa de divórcio está a aumentar tanto que já passa os 50%.
Há diversas razões para que isso esteja a acontecer e irei falar delas todas aqui, mas por agora quero apenas dar uma ideia para diminui-la:

- Não se casem. Boa?
Se não se casarem, não se podem divorciar. lol

Pronto, agora que a ideia parva do mês já foi dita, eis o que acho das razões para a taxa ser tão alta.
A 1ª e a mais óbvia será a falta de paciência.
A malta simplesmente não encaixa as idiotices do parceiro (sim, porque todos nós as temos). Isto é muito provocado pela falta de empatia que reina pela população. E quando a pressão aperta, é mais fácil desistir. Se aprendermos todos a ter empatia pelo parceiro (já nem digo pelas pessoas no geral), verão que a relação será muito mais saudável.

Outra razão é a falta de comunicação.
Há um problema, a pessoa sente-se mal, mas não diz nada e deixa acumular. Quando finalmente a caldeira explode, o parceiro descobre que afinal aquela coisa que fez há 5 anos atrás foi o início do fim.
Falem. Não é preciso dissertações de 3 horas sobre sentimentos. Digam apenas o que vos incomoda.

Mais uma razão: inflexibilidade.
Tem que ser à minha maneira e o outro que se lixe.
Pois pois. E quando acabar a paixão? Exato. Puff. Ler a 1ª razão, pois é lá onde isto vai parar.
Como diria o Bruce Lee, temos que ser mais como a água. A água ajusta-se ao copo, à garrafa, à chavena, mas também pode ser destrutiva. Altamente flexivel, portanto.
Devemos estar disponíveis para ceder e para aprender.

Perda de identidade.
Esta é gritante. Conhecem uma pessoa e gostam do físico e da personalidade. Juntam-se. Passado uns tempos essa pessoa deu tanto de si mesma a vocês, que deixou de ser ela mesma (seja porque razão for).
Resultado final: you guessed it !!! Deixam de gostar da pessoa. E ainda ficam surpreendidos com isso. "Ah eu gostava tanto dela, não sei o que se passou".
Nunca deixem de ser vocês próprios durante a relação. Resistam à tentação do parceiro vos mudar. Cedam um bocado, mas não deixem de fazer e de ser o que eram quando iniciaram a relação, pois é por isso que a relação começou.

Penso que estas serão as 4 principais. Muitas outras haverá, com certeza.

Porque razão é que se iniciam relações? Muitas vezes a resposta que se ouve é: "porque ela me atrai". Ou ainda "porque nos damos bem e temos os mesmos objetivos". Esta última até soa bastante bem.
O que eu entendo como uma razão para um relacionamento é tão simplesmente, melhorar-me como pessoa. Quero tirar um bocadinho da minha parceira e integrar esse bocadinho na minha personalidade (faço isto com amigos, também). Mas também quero que a parceira fique com um bocadinho de mim na personalidade dela.

Talvez seja a forma errada de ver as coisas, talvez não. Não presumo ser o dono da verdade. E não meço o sucesso da minha vida amorosa apenas com um vazio "ah mas não tens nenhuma relação fixa agora". Todas as minhas relações trouxeram um bocadinho de bom para mim e ensinaram-me coisas novas. Mas também trouxeram maus, claro. Por exemplo, tenho muito menos paciência para estupidez do que há 5 anos atrás. Deveria ter mais !!! Mas olha, é a vida. lol

16 comentários:

Super Sónia disse...

e eu a pensar que só dizias merda

Jedi Master Atomic disse...

Super Sónia -> merda :P

Adriana disse...

de tudo o que escreveste concordo a 100% com o "não se casem".
Em relação às causas do divórcio, posso dizer por experiência própria que foi tanto do lado dele como do meu lado uma mudança de feitios, convicções e vontades que nos fez tornar incompatíveis.

Pusinko disse...

Está uma reflexão bem esgalhada, sim senhor.

Concordo com as razões apontadas e, por sofrer da 1a e 3a nesta fase da minha vida, dou por mim num estado de happy single. Porque quando se está consciente que alguns pilares falham, como os que apontaste, por exemplo, mais vale não submeter alguém a sofrimento desnecessário.
Se já se está numa relação aquando de crises pelos motivos que mencionas, aí é que se testa a força dos sentimentos de parte a parte e se ultrapassam momentos cinzentos ou bola prá frente.... cabe a cada 2 decidir.
:)

Mushroom disse...

Eu ficava-me só pela parte do "Não se casem!"! O resto são pormenores... lool


E quanto a isso da paciência, não és só tu... Acho que no geral a paciência é uma coisa que se vai perdendo com a idade! :P

Jedi Master Atomic disse...

Adriana -> Essa é a razão "normal" para as relações terminarem. Por aí não vejo nenhum problema ;)

Pusinko -> Mas olha que a 1ª e a 3ª tendem a piorar com a idade. Mas ainda bem que tens consciências delas, pois muita gente nem isso tem.

Mushroom -> True :P

Pusinko disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pusinko disse...

O que quis dizer no post anterior é que não estou capaz de me empenhar numa relação neste momento porque não sou flexível nas minha prioridades.
Os amores não se atiram ao ar à primeira contrariedade, nem isso faz o meu género.

Regra geral sou paciente e flexível mas, no caso da segunda, não ao ponto que o magnífico Bruce advoga. Dá jeito nas artes marciais mas a nossa vida deve ter alguns princípios sólidos para se reger.

grassa disse...

No meu caso, ela tem pena de mim e eu não tenho qualquer amostra visível de auto-estima.

Relação perfeita, portanto.

Doidas Em Dieta disse...

Acho q a falta de comunicação é o pior de todas as razões.

grassa disse...

Falta de comunicação, em língua de homem, significa "não estou para te ouvir".

Jedi Master Atomic disse...

Pusinko -> A água também pode assumir o estado sólido :P

Doidas em Dieta -> Para mim é a inflexibilidade

grassa -> lol :P

Magda Cherry Blossom disse...

Tu és todo irónico e cheio de piadas e, de repente, chego aqui e deparo-me com um post que faz muito sentido! Tens todaaaa a razão!!

Jedi Master Atomic disse...

Magda Cherry Blossom -> De vez em quando tenho que mostrar o lado sério :P

Ana disse...

Eláaa! Tenho andado afastada e olha o que quase ia perdendo: o Jedi em modo "sério e bom rapaz". Só por isto já valeu a pena pôr a leitura em dia.

Este assunto é daqueles que dão tema de conversa para muitas e muitas horas... mas safaste-te bem:)


Jedi Master Atomic disse...

Ana -> Ah pois é. Andas fora deste mundo e depois olha :P