2013-06-03

(Des)Atendimento público

É engraçada a forma como as pessoas tratam as outras, baseando-se apenas na imagem. E isto nem é uma queixa, é apenas uma constatação dum facto. Mas as coisas podem tomar outras proporções quando isto se aplica no atendimento ao público.

Lembro-me de assistir há uns 10 anos atrás (mais ano menos ano) de entrar numa relojoaria com um amigo meu (maluquinho por relógios) e começarmos a ver os Taag (para quem não sabe, é das marcas mais caras do mercado). Íamos vestidos com roupa de fim-de-semana, ou seja, calças, t-shirt e ténis. Uma das empregadas que lá estava dirige-se a nós a perguntar se queríamos alguma ajuda e ele diz que não, ao que ela responde "Mas olhe que esses são demasiado caros. Temos aqui ao lado uma secção mais barata".

Claro que me desatei a rir internamente, tentando manter uma cara minimamente séria. E ela levou a resposta que merecia.
O meu amigo disse: "Até nem acho caros, mas esses modelos não têm......" e começou com uma conversa técnica que só o pessoal conhecedor de relógios percebe. A cara da empregada mudou completamente. LOL. Notava-se que já não conseguia acompanhar o vocabulário e estava à nora (tal como eu, que não percebo patavina de relógios).

Supostamente é uma grande vantagem parecer mais novo do que na realidade sou. Normalmente o pessoal ao olhar para mim dá-me sempre menos uns 5 anos do que tenho na realidade. Por outro lado, já vi isso ser uma desvantagem. Em serviços de atendimento ao público as pessoas tornam-se menos formais e, por vezes, um bocado menos educadas.

Hoje, a Mushroom (que foi a história que me deu a inspiração para este post) veio-me contar que a atenderam num banco com a seguinte frase: "Diga !!!"
Ela, pelos vistos não se passou, mas eu acho que teria respondido algo do género: "Então é assim pah...."

LOL

12 comentários:

Mushroom disse...

Fui inspiração para um post! Fantástico!
Eu devo estar num dia muito zen porque num dia normal a bitch tinha levado uma resposta à altura! Ela que espere pela próxima...

Eu bem digo que começo a ir ao banco de sapato de salto alto...

Pusinko disse...

Eu tenho um dress code (muito) informal para trabalhar. Nos mesmos preparos em que tinha ido trabalhar fui à imobiliária esclarecer o atraso absurdo numas reparacoes técnicas pendentes há meses. Cheguei de alemao tremido mas sorridente (como é hábito) e saí desprezada por uma meretriz arrogante e mal educada.

Dia seguinte vou lá de fato, salto alto, cara de cabra nazi, a falar estritamente em ingles para exigir exlicacoes ao chefe dela (e da empresa). Surgiu o dito, levou-me ao escritório, fez 2 chamadas e o problema seria resolvido naquela semana. Dei boa tarde e saí. Vem ele atrás de mim a desculpar-se pelo comportamento da abstrunta e que de futuro ocontactasse directamente................
Idiotas. Isto de ser afável e nao usar unhas de gel de 3cm faz diferenca no modo de ser tratada :p

Jedi Master Atomic disse...

Mushroom -> Estás fraquinha :P

Pusinko -> "meretriz arrogante e mal educada" loooool

Mushroom disse...

Ando a aprender a controlar os meus impulsos violentos! looool

Brandy & Mr. Whiskers disse...

Atendimentos deste tipo são péssimos mesmo nos stands de automóveis, já tenho tido conhecimento de uns quantos. Este aconteceu-me pessoalmente: lá fui eu, o pai, a mãe e a irmã ver um popó novo, que seria um nissan qashqai, e levamos logo com um bom dia do mais arrogante possível, de seguida entram duas senhoras todas elas muito tias, muito loiras, muito xpto, e começam a cuscar um nissan micra, quando nisto ouvimos a alminha que nos estava a atender virar-se para o colega e dizer «já perdi de vender um nissan micra».
Pois não vendeu nem um nem outro!!!
Brandy

Jedi Master Atomic disse...

Brandy & Mr. Whiskers -> Essa então é fantastica. E se tivesses pedido o livro de reclamações no final, não estranhava nada.

Maria Pitufa disse...

Pois olha eu noto muito isso...quando estava no escritório anterior andava sempre vestida de forma formal...agora como estou por conta própria visto me assim quando tem que ser... ou seja se andar em périplo pelas conservatórias e assim vou mais casual... noto tanta diferença...

Jedi Master Atomic disse...

Maria Pitufa -> Exato.

Estudante disse...

Não há nada melhor do que nos acharem uns tolinhos e depois termos o prazer de mostrar que afinal os tolinhos não somos nós x)

grassa disse...

Por mim, andávamos todos a la nudista.

No máximo, com uma gravata, para sabermos quem são os chefes.

Jedi Master Atomic disse...

Estudante -> Stick it to them :P

grassa -> Agreed.

Isa disse...

É. TÃO. MAU! Tanto o meu gajo como eu, apesar de já estarmos bem entrados nos 30's, parecemos uns putos de 20 e para piorar, vestimo-nos como um par adolescentes desleixados.. tem dado azo a cada situação mais desconfortável e desagradável, que até mete nojo :P

É chato ter que meter as pessoas no lugar, será que é assim tão difícil olhar para além da aparência? :P