2013-01-14

O homem que mordeu o cão

Não, isto não é uma referência ao Nuno Markl.
É para chamar a atenção sobre a questão das mordidelas de cães que têm aparecido nas notícias, tendo a última consequências trágicas, com a morte dum bébe de 18 meses. Não quero personalizar este post, mas sim, falar duma maneira genérica sobre o assunto.

Todos sabemos que há raças de cães mais fortes que outras, com mais tendência a ser agressivas que outras (algumas até foram criadas para isso). Ora, isto não desculpa o facto de não se dar educação aos animais e os deixar fazer o que querem, quando querem. E aqui até poderia estar a falar dum Pitbull ou dum Terrier (he he he...vamos ver quem percebe esta piada :P).

Quem vê o programa Dog Whisperer (Encantador de cães, em Português), sabe que a agressividade dos cães vem do facto dos donos não os educarem bem e não lhes darem regras, especialmente aos cães pequeninos, pois as pessoas insistem que, como é pequeno, tem que ser tratado como se fosse de vidro, logo não os educam e acabam por ser os cãezinhos irritantes que todos nós conhecemos e vemos nas ruas. Isto tem outras proporções quando se trata de cães fortes, pois esses têm uma força e uma dentada bem mais potente, logo os donos deveriam ter a preocupação em educá-los.

Isto tudo para dizer o quê?

A parvoíce das pessoas não tem limites.
Primeiro, não educam o cão e ele morde nas pessoas. Depois colocam-se numa situação de estar ao pé dum animal que não é fiável. E finalmente, o animal faz aquilo que sabe (que é morder) e condenam-no à morte por isso. De facto o homem, aqui, é que morde o cão, na realidade.

Expliquem-me qual é a lógica !!!

11 comentários:

Mushroom disse...

"com mais tendência a ser agressivas que outras (algumas até foram criadas para isso)"
Existe alguma contradição aqui. Normalmente os cães treinados para tal são os mais agressivos, não está directamente relacionado com raças. Se treinares um serra de estrela ou um pastor alemão para ser agressivo, ele vai ser. Se treinar um pitbull ou um doberman para ser um cão bem educado e calmo, ele vai ser.

Em relação ao caso em si. Não digo que o cão não tenha mesmo mordido a criança. Segundo sei, ela tropeçou no cão, estava escuro e o cão atacou.
As minhas perguntas são: como é que uma criança de ano e meio anda a vaguear pela casa durante a madrugada? Se supostamente o cão já tinha mordido o próprio dono 2x, porque raio ainda morava sob o mesmo tecto de uma criança? E tendo em conta que o cão tinha as orelhas cortadas, era um cão usado ou que já tinha sido usado para lutas entre cães. Mais uma vez, como é que os pais deixam um cão treinado para lutar a viver na mesma casa que uma criança?

Mesmo que o cão tenha realmente atacado, existe aqui muita negligência por parte dos pais!

Pusinko disse...

Não diria que a adaptabilidade de todos os cães é a mesma. Isso acontece em outras espécies e sub-espécies. Há raças menos fáceis de treinar que outras e isso pode culminar com animais cujo treino foi interrompido por fraqueza/preguiça do dono/responsáveis.
Não se pode culpar o cão, não se pode culpar esta e outras vítimas, mortas ou não... resta quem? Uma política que responsabilize os donos criminalmente e tarda em ser aplicada. Se fosse o nosso filho ou sobrinho clamar-se-ia uma forma de justiça para apaziguar a dor.
Agora o que resta ao bicho? Viver encarcerado até ao fim dos seus dias num canil lotado de animais que não morderam ninguém, ser euntanizado ou adoptado por alguém que assuma responsabilidade em toda a linha no futuro, com o precedente do menino às costas?

Jedi Master Atomic disse...

Mushroom -> Há raças que são/foram genéticamente criadas para serem agressivas, mas isso não quer dizer que o sejam. Tudo depende da educação e se houve ou não maus tratos.

Pusinko -> O animal não tem culpa, mas as vítimas às vezes põe-se a jeito. No caso do bébe é obvio que não é culpa dele, mas há muitos casos onde as pessoas se metem com os cães e depois queixam-se.

anokas disse...

Mesmo um cão educado desde pequeno pode um dia por qualquer motivo atacar uma pessoa, a culpa até pode não ser dele às vezes está só a reagir conforme o seu instinto.
É mais fácil culpar o cão e abatê-lo do que culpabilizar os donos, mordeu abate-se e fica o problema resolvido, acham as pessoas que fazem as leis.
Eu não acho que os animais têm culpa, costuma-se dizer que quem não quer ser f***do não põe o cu a jeito, logo a melhor maneira de evitar ataques de cães é não ter nenhum.

Maria Misteriosa disse...

estou completamente de acordo! Quem quer ter cães em casa deve educá-los, e se não souberem devem contratar profissionais para tal. Nós é que somos os racionais, os desgraçados dos quadrupedes só conhecem o reflexo de Pavlov. Há que ter juízo. Eu já apanhei da rua um lindo cachorrinho cor de mel e preto e carregadinho de pulgas. Tratei-o e levei-o ao veterinário que me informou tratar-se de uma lobo-da-alsácia (vulgo pastor-alemão) e advertiu-me que deveria ser treinado (a GNR presta este serviço). Tem que se ter consciência do cachorro que se leva para casa ou se compra e das reais capacidades de cuidar de um animal de forma a não nos prejudicarmos nem prejudicar os bichos. A minha cadela "abandonada" com apenas 3 meses parecia o Rei Leão, a pata era do tamanho da minha mão,roeu tudo o que era madeira em casa,...não é aconselhável ter um cão destes enfiado um dia inteiro num apartamento, ele tem que fazer alguma coisa...com muito pesar meu, doei a cadela a um amigo que vivia numa moradia em Sesimbra e com tempo para o levar às aulas da GNR. Eu sei que a Vicky (mesmo cachorrinha parecia um Vicking) está feliz.

Mamã de Peep-Toe disse...

Eu já fui atacada 2x por um Caniche,sim...sim....quem é que é atacada por um Caniche?Eu!Raio do bicho(foi o mesmo)é um demónio!Tem cá uns instintos....bom,isto para dizer que qq cão pode morder e matar...bom,um caniche talvez não mate,porque não tem força para isso,mas morde!
A verdade,é que o bebé não morreu de mordidela,que não havia,mas sim de traumatismo cranio encefálico....e os pais só foram para o hospital 2 horas depois do suposto ataque.Isto está muito mal contado...

Tiago disse...

Falar de animais é complicado. Mas de cães parece-me um pouco mais fácil. Pessoalmente, não gosto muito deles, prefiro gatos. Porquê? Se calhar são demasiado fieis ou têm os seus "momentos" tal como o ser humano tem.

Desconheço o caso ao pormenor, mas é mais que sabido e eu vejo-o aqui na minha rua, que cães de grande porte, ditos perigosos, vão à rua sem açaime. Vê-se em todo o lado! Condições para ter este tipo de animais em casa? Para a maioria, é impossível haver, pq tal como disse e muito bem a Maria Misteriosa, as pessoas estão ausentes o dia inteiro e o cão fica em casa e tem que se entreter com alguma coisa.

No fim, o que acontece? Pratica-se a lei humana, ou seja, o homem supera o animal. Para uns é a lei da natureza, praticou-se a lei do mais forte, para outros é um acto desumano. É difícil julgar, mas talvez seja por aqui que eu não gosto de cães.

Confesso que me faz lembrar uma coisa: como eu adoraria ter um leãozinho em casa. Tão querido, tão fofinho, tão amigo de quem cuidou dele e há casos reais fantásticos disso mesmo, mas meus caros, nunca deixa de ser um animal, mesmo que domesticado, e está no instinto dele reagir daquele modo. Tem o seu lado selvagem!!

O Dog Whisperer é brutal!!! ;)

Mar Ceu disse...

Concordo em absoluto, não tenho cão mas tenho uma relaçao especial com eles.

Fico fascinada com as diferenças de comportamento dos animais em reação à postura corporal do encantador...

PinUp Me disse...

Atitude deplorável.
Já criei um Rot (considerado também um dos mauzões) e tive a preocupação de o pôr numa escola. à parte disso educava-o e era até bastante rígida.
Resultado? Hoje em dia tem 55kg e é um doce, embora guardião claro.
Não me falem em cães maus, falem-me em donos negligentes, isso sim!!

Jedi Master Atomic disse...

anokas -> loooool

Maria Misteriosa -> És um modelo para a sociedade :P

Mamã -> Tal como disse, os cães pequenos costumam ser aqueles que menos educação têm porque os donos acham que como são pequenos, são fofos e não precisam de educação.

Tiago -> Gatos forever, como é óbvio.

Mar Ceu -> Me too ;)

PinUp Me -> Isso mesmo pinocas :P

Sunshine disse...

A parvoice das pessoas nao tem limites... Se fosse só a parvoice...