2012-05-28

Parabéns pah


Parabéns para mim,
Hoje sou eu que faço anos,
Mas se não me portar beeeeeeem,
Levo logo 2 bananos !!!

Yeiiiii !!!

2012-05-23

The End

Pois é meus caros. Algum dia isto tinha que acontecer. Já havia alguma saturação e as ideias já estavam muito batidas, portanto é melhor acabar em alta do que prolongar o sofrimento. Foram uns bons anos de textos, sempre a obrigar a melhorar a cada ano que passava (aliás, os próprios seguidores obrigavam a isso senão bazavam).

Sentirei saudades, muitas saudades, acreditem. Gostava imenso.....do House. Ontem vi o último episódio.

Pensavam que estava a falar de quê? LOL

PS: Aqui fica o melhor momento de sempre da série, para mim (season 2 episódio 14 ou 16 já não me lembro bem): http://www.youtube.com/watch?v=3aCv5DQ7Gbc

2012-05-17

Escolhas e opções

Tudo neste mundo se resume às nossas escolhas. Umas mais forçadas que outras, mas na generalidade nós temos sempre opções. Podemos não estar a ver todas as opções no momento em que temos que decidir, mas existe sempre mais do que uma e por isso é que é a vida é tão interessante.
Como seria se tivéssemos ido por outro caminho?

Façam esta experiência:
- Perguntem a uma pessoa que não tenha €5000 disponíveis na sua conta, nem em cartão de crédito, se os conseguia arranjar em 5 dias. Quase que podemos adivinhar que 90% das pessoas diz logo que não consegue, sem sequer pensar em formas de o conseguir;
- Agora perguntem à mesma pessoa se consegue arranjar os €5000 em 5 dias, porque com eles consegue estender a vida do seu filho até aos 90 anos (imaginando que o filho ía morrer dentro de 1 semana). Quantas irão responder que não conseguem, de imediato sem pensar numa maneira?

Pois !!!

Quando temos um problema é difícil conseguirmos dar um passo atrás e olhar para esse problema com uns olhos diferentes, pois ficamos viciados no mesmo. Ás vezes basta uma frase duma pessoa, um olhar, um toque ou mesmo que alguém seja duro connosco para percebermos que há outras opções para resolver o mesmo problema.

2012-05-10

Os detetives da traição



O último post do Arrumadinho deu-me inspiração para este.

A profissão de detetive privado corre sérios riscos de acabar, pois as novas tecnologias vieram criar condições para o pessoal fazer de detetive, apanhando traições, conversas menos próprias e imagine-se, convites para sexo puro e duro (como todos nós gostamos), enquanto estão numa relação com outra pessoa.

Dicas para quem quer trair (lol):
- Quem deixa SMSs incriminadores no telemóvel, é burro !!! Portanto o primeiro passo é bloquearem o telemóvel com uma opção que quase todos têm e que diz mais ou menos isto: "perguntar pelo PIN quando se desbloqueia o telemóvel" e não dar o PIN à outra pessoa (claro...lol).
- Email e facebook se estiverem ligados e com o "remember login" é pedirem para serem apanhados, logo, é necessário, ou bloquear o pc com password, ou se for um pc comum não ter o email e o facebook com o login feito (e não dar as passwords à outra pessoa, DUH).
- Mantenham um ritmo regular de sexo com o/a parceiro/a, porque se não o fizerem vão ser alvo de desconfianças.

Dicas para quem quer apanhar alguém a trair (muahahah):
Se a outra pessoa não seguir as minhas 3 indicações em cima é muito fácil, portanto nem me dou ao trabalho de explicar. Mas se a pessoa as seguir então é necessário o modo criativo entrar em ação. Basicamente sigam o/a vosso/a parceiro/a à hora de almoço e à hora de saída do trabalho (assumindo que a pessoa trabalha), ou se acharem que dá muito trabalho, vão à TVI e inscrevam-se no Fiel ou Infiel. LOL

Após estes conselhos muito úteis à sociedade, vamos então tratar de coisas sérias (juro que não é para imitar o Dragonball).
Se uma pessoa cusca o vosso telemóvel/email/facebook regularmente sem vos dizer é porque a relação tem os dias contados. Podem ser 7 dias ou 300 dias, mas acreditem que tem.
E porque é que digo que a relação tem os dias contados? Porque nenhuma relação é saudável quando existe desconfiança e insegurança em relação ao outro. Podemos ter um feitio que nos permita aguentar mais ou menos tempo essa desconfiança ou insegurança, mas acabará por fazer transbordar o copo, algures no tempo.

Li no tal post do Arrumadinho, uns quantos comentários de extremistas (que como se sabe quase nunca é a melhor politica). Uns que advogam que se deve dar liberdade total ao parceiro para cuscar, mesmo sem o parceiro pedir autorização, porque (e aqui é que acho isto lindo) se não tens nada a esconder então não deves ter medo de mostrar. Devem ser estas pessoas que julgam que nas séries, quando se invoca a 5ª emenda e se recusa a responder a uma pergunta, é porque a pessoa que a invocou é culpada. ERA SÓ O QUE FALTAVA !!! Inferir culpa por falta de resposta. Ía o estado de direito todo para o galheiro. Mas esta mentalidade existe muito, de facto.

A minha opinião pessoal é esta: nunca fiz isso a ninguém e não admito que mo façam a mim, pelo menos não sem me pedirem autorização para o fazer. E se me pedirem, em 99% das vezes eu digo que sim, que podem espreitar à vontade. Se achar que estão a pedir demasiadas vezes ou vir que fizeram isso sem me pedir, mesmo que não tenham descoberto nada de "incriminatório", a relação irá terminar em breve.

2012-05-07

Eu voltei......

.....eeeerrrrr.....mas está a chover a potes. Não posso tirar mais 1 semana de férias?
Entretanto, é precisamente quando estamos de férias que, curiosamente, ficamos a par de todas as novidades do mundo. Fiquei a saber que o meu Imperial Agent foi reprogramado com um soro criado pelo próprio Império porque os Sith ficaram com medo de mim depois de eu derrotar o Darth Jadus. Obviamente que tive que andar à procura do antídoto para reverter os efeitos e agora vou-me vingar dos filhos da puta !!!

E vocês, comeram pastéis de belém nestas 2 últimas semanas?

2012-05-02

Interrompo as minhas férias para vos dar umas noticias bombásticas !!!

Soube através de fontes anónimas que a iniciativa por detrás do mega desconto do Pingo Doce foi apenas uma desculpa. A verdadeira intenção foi apenas recolher dados para responder a 3 perguntas que serão a tese de doutoramento dum aluno de estatística demográfica:

1ª Até que ponto os Portugueses estão mesmo sem dinheiro?
2ª Será que conseguimos criar filas tão grandes como nas praias da margem sul durante a época balnear?
3ª O comportamento animal é mais agressivo no campo ou na cidade?