2012-03-30

Possivelmente impossível

Há alguns eventos que quando acontecem, eu fico boquiaberto:

- Um taxista deixar alguém entrar na sua fila de trânsito;
- Um politico a dizer: "Cometi um erro";
- Os tipos da CGTP dizerem que a adesão à greve foi baixa;
- A policia de intervenção a dizer que foi demasiado bruta;
- Um rebarbado a olhar para uma miúda e dizer em voz alta: "Oh feia, vai-te esconder";
- Certas pessoas responderem-me a comentários que fiz no blog delas, aqui no meu blog em vez de lá (he he he);

E vocês, lembram-se de mais algum?

2012-03-26

Levar ou não levar....eis a questão

Há muita gente que faz questão de levar todos os dias.
Há outros que 1 dia por semana não levam.
Há outros, como eu, que nunca levam.
Estou a falar de levar comidinha de casa para o almoço do dia seguinte, no trabalho. Estavam a pensar em quê? :P

Para mim é extremamente deprimente levar comida de casa para o trabalho.
Porque implica não sair do sítio onde se trabalha, não sair do ambiente de trabalho, não espairecer, não fazer nenhum tipo de exercício, não ver miúdas giras (ou miúdos dependendo do vosso gosto). Enfim, é só um mar de desvantagens. Aliás, um mar não, um oceano (grassa, não venhas com piadas da Marina Mota, sff :P).

Quero lá saber se fazem altas orgias com os colegas na copa do trabalho (ainda se fosse no wc, mas isso é outra história). Continua a ser a copa do trabalho, percebem?

"Ai que preciso de poupar dinheiro no almoço por isso trago de casa".
"Ai que preciso de perder peso e se trouxer de casa sei o que estou a comer".

Estas são as 2 descul.....eeerrrrrr....razões que mais ouço.
Gente, não é preciso ir almoçar ao chimarrão todos os dias, ya?
Aliás, o restaurante que mais atrai as meninas é o Vitaminas, mas se vocês vissem os pratos de "saladas" que eu vejo a serem servidos lá.....eu a olhar para uma menina que acabou de afagar o seu próprio ego por ter comprado uma "salada" e depois olho para o prato e vejo: alface, tomate, ovo, camarão, fiambre, brie, pasta de delicias do mar, pasta de frango, maionese.....preciso mesmo de continuar?

2012-03-23

RamsInfluence

Desde que começaram a proliferar os programas do Gordon Ramsay que aprendi bastante sobre o mundo da cozinha. Não tanto sobre a forma de preparar comida, mas mais sobre a segurança alimentar, a forma como devem ser geridos os restaurantes nomeadamente a parte de contacto com o cliente e as atitudes preguiçosas que muitas vezes prejudicam a comida do restaurante. E isto tornou-me mais observador nos sítios onde vou comer.

Isto tudo para dizer que, no belo do centro comercial das Amoreiras, onde vou comer praticamente todos os dias, existe 1 sítio (pode haver mais) que devia prestar atenção ao Kitchen Nightmares do Ramsay. Não vou dizer nomes, mas vou fazer críticas, que já lhes fiz e que pelos vistos eles acham que não devem seguir. Estou a falar dum restaurante que serve vários tipos de pratos (portanto não é um fast food) e que pelos preços que pratica, deveria ter uma qualidade acima da média.

- Já por 2x me cobraram de forma errada o almoço. Por acaso até era a meu favor das 2x, mas fiz questão de dizer que havia um erro;


- Já provei 5 tipos de pratos e posso dizer que apenas 1 considerei como bom. O resto ou foi médio ou mesmo mau. Considerando os preços que cobram, "médio" é como se fosse "mau";


- Vi uma vez o meu prato a ser aquecido no micro-ondas (e a comida sabia a isso mesmo); Impensável para um restaurante que se quer fazer parecer superior aos que estão à volta;


- Um dos pratos que têm é pizza. Pois já por 2x me serviram pizza feita com massa congelada. Até não seria muito mau se ao menos conseguissem fazer com que a massa ficasse crocante, mas não.....vinha mole. (Este nunca lhes disse);

FUCKIN' HELL !!!

2012-03-19

Passagens

Este post é só para entendidos de informática. Beware !!!
Como é que sabemos se estamos a fazer uma passagem por valor ou por referência?

Se estivermos a apontar para a Keira Knightley então é por referência.
Se estivermos a passar pela Keira Knightley então é de valor.


2012-03-12

Holy cheese memory

Acreditam que só hoje me lembrei que não escrevia aqui há já algum tempo? E se não fosse o facto do login do blogger ter ido abaixo, não me lembrava.

Mas não me vem nada à cabeça.
Estou vazio.
Não consigo germinar nada.

Não sei mesmo sobre o que hei-de escrever, para além do facto de ter escrito 3 frases que podem ser levadas com conotação sexual. Alias, se pensarmos nisso, a própria palavra "conotação" tem uma conotação sexual. Olha já sei, vou fazer um post altamente geek com palavras informáticas que soam a algo sexual.....não espera, acho que me lembrei de algo melhor.

Vou falar de queijo. Não aquele cheiro que temos no final do dia ao chegar a casa ou no metropolitano apinhado, mas sim do queijo fresco.
Porquê queijo fresco???? Fácil, é uma questão estratégica. Este blog é lido maioritariamente por pessoas do género feminino, logo não pode ser outro queijo, porque o fresco:
- engorda menos que os outros;
- faz parte das várias saladas que se vendem nos Vitaminas e afins;
- tem propriedades de prevenção de cancro (or so they say);
- e dá para fazer "brincadeiras" sem que soe mal, ora vejam: "Querida, logo à noite vamos para a cama brincar com queijo feta?". Isto não soa tão bem, pois não?

E eu não quero ser responsável por as minhas leitoras saírem daqui com maus hábitos alimentares. :P