2012-09-17

Taralhoika

Parece que neste Sábado que passou houve uma manifestação contra a Troika e as medidas do Passos Coelho. Não assisti, não vi, não ouvi e não participei de forma alguma pois estive a divertir-me num evento da empresa. Bem melhor não foi? :P

Eu sei que sou um bocado do contra, mas prefiro estar a divertir-me do que a deprimir, mesmo que seja por uma "boa causa". Mas quero deixar aqui a minha posição bem clara: não concordo com as críticas à Troika !!! Então pedimos dinheiro emprestado a alguém e esse alguém não tem o direito de saber como é que ele vai ser gasto (aplicado, investido, whatever)? Não tem o direito de impor as suas regras? Era só o faltava !!!

Meus caros, a Troika não tem que levar com a frustração das pessoas. Essa, tem que ir todinha para o Sr. Dr. Prof. Eng. Ministro Passos Coelho!!! Fez merda e vai continuar a fazer. O pessoal do governo não sabe como resolver o problema da excessiva despesa que tem em mãos, pois aquilo é um monstro tão grande que é difícil desmontá-lo. E eu acredito que não é em 4 anos de mandato que se consegue resolver o problema, nem em 8, quanto mais. E seja o PS ou o PSD que lá fique, vão fazer exatamente o mesmo!!! É preciso apertar com eles para que não pensem só no curto prazo (tão típico do Português) e comecem a fazer cortes onde realmente faça sentido, deixando os nossos ordenados em paz !!!

PS: Os excessivos pontos de exclamação foram só para chatear o Dexter, embora eu já use bastantes normalmente (e as reticências também)...lol :P

PS2: Imperatriz Sissi, vês como se escreve um texto longo com espaços entre parágrafos? :P

9 comentários:

Ana disse...

É que é mesmo isso. Seja o Coelho ou outro qualquer, as medidas serão as mesmas, de nada adianta meter as culpas nos que lá andam. Estamos entregues aos outros e eles é que ditam as regras.
O problema foi os que lá andaram durante anos a fazer esta porcaria toda e agora estão descansadinhos em "casa", a ver o circo pegar fogo.

Inês de Sousa disse...

Sabes qual é o pior?

No dia da verdadeira manifestação, as eleições, mais de 4 milhões desses indignados, como nas últimas eleições, vai ficar com o cu em casa.

Não votam e depois manifestam-se. É só coerência.

Mamã de Peep-Toe disse...

A verdade,é que eu nem culpo tanto o Passos,culpo mais o Filósofo suposto Engenheiro que deixou isto pior do que estava e que se pirou para Paris,para ir estudar....isto foram anos de má governação e a encher os bolsos,que agora dá nisto...

Jedi Master Atomic disse...

Ana -> Esses podiam ser levados a uma fornalha...lol

Inês de Sousa -> Eu não votei nas últimas eleições mas também não me manifestei. Estou perdoado? lol

Mamã -> Sim, o filósofo foi o pior governante de sempre.

Cafeína disse...

Eu continuo a achar que cada um de nós tem que olhar por si e pelo seu bolso e fazer o melhor que consegue para garantir um bom futuro para si e para a sua família.
Não podemos estar à espera que os poíticos tenham alguma ideia brilhante que nos vá ajudar. Isso nunca aconteceu nem vai acontecer!
Depende só de nós!

Jo disse...

exactamente o que eu tenho dito nos últimos dias. O tema da manif foi um pouco infeliz, mas suponho que precisavam de algo catchy!. Sem o empréstimo da troika estaríamos bem piores

PinUp Me disse...

Oh homem, fala lá noutras coisas, vá!
E que tal no Outono? hmm? :P

Jedi Master Atomic disse...

Cafeína -> Yes ;)

Jo -> Tu é que estás bem aí :P

PinUp Me -> Já vai a caminho, um novo post :P

Tiago disse...

Caro Jedi, as coisas não podem ser vistas de um ponto de vista meramente simples, pelo simples facto de ninguém conseguir ainda entender os acordos que foram feitos e em que condições ou contrapartidas têm.

Ao contrário da Ana que disse no primeiro comentário, eu penso que quem lá os pôs desde que há eleições livres neste país fomos nós! Eles ditam as regras, mas não tão pouco nos representam na AR, nem tão pouco têm interesse em que o país seja próspero.

Tal como disse a Cafeína, o modelo que eles e nós adoptamos é o puro individualismo, sejam eles a roubar para seu interesse particular, seja o povinho a ignorar tal facto e a querer sempre resolver as coisas da pior maneira.

Pois o resultado está aí: nunca fomos unidos! Em Espanha, as pessoas juntam-se em força para se manifestar contra as más políticas. Os italianos e os gregos o mesmo. Somos o povo latino mais pacato e ignorante de longe, porque nem sequer uma posição conseguimos tomar, dado que aquela que nos interessa é aquela que nos convém, ou seja, o modelo individual.

Como pensar num país quando está toda a gente dividida? Só pode e vai continuar a acabar mal... Até que um dia deixamos de o ser, pois não temos capacidade para tal. Pobres D. Afonso Henriques, D. Dinis e tantos outros. Tanto trabalho para nada. Esta gente não presta!