2012-04-03

Interrogação indireta

Quando ouvem uma pessoa (seja homem ou mulher) a dizer as seguintes frases várias vezes:
- Sou muito culto/a
- Sou muito original
- Sou muito fashion
- Sou muito ligado/a às novas tecnologias
- Sou muito caridoso/a com os outros

etc....e tal...Vamos imaginar que, de facto, a pessoa é mesmo aquilo que diz.
O que é que pensam sobre essa pessoa?
E se a mesma pessoa não disser isto ipsis verbis (loool) mas usar palavras mais indiretas?
E se a mesma pessoa não disser absolutamente nada e apenas demonstrar que é aquilo por ações?

Será que das 3 formas, conseguem pensar da mesma forma sobre essa pessoa?

16 comentários:

Mushroom disse...

Ganhaste o gosto ao ipsis verbis... :P
Normalmente, cão que ladra não morde, e isto com jeitinho aplica-se a tudo. Uma pessoa que muito se auto proclama X e Y, normalmente nem é X nem Y, é só da boca pra fora.
Uma pessoa tem de demonstrar aquilo que é, não é só falar que o é e depois não fazer nada, que é o que acontece na maioria dos casos. Cala-te e faz! lool

Ana disse...

Claro que não. Penso que levo muito mais a sério quem, de facto, demonstra por acções aquilo que é, mesmo que quem o afirme sem rodeios possa ser exactamente igual. Acho que a nossa tendência é sempre a de desconfiar um bocadinho de quem se gaba de alguma coisa, a menos que se conheça minimamente a pessoa e se saiba que não é do tipo de se gabar à toa.

Poison disse...

As palavras leva-as o vendo! A credibilidade vem com os actos!!!

Ricardo disse...

Eh pah, eu acho que não dá pra tratar da mesma forma, porque geralmente não são as mesmas coisas.
Uma pessoa efectivamente caridosa faz caridade e não publicita, não é como aquelas pessoas que querem aparecer nas revistas e vão á santa casa dar 1000 euros e levam atrás os jornalistas todos.
"Se precisas de afirmar, não tens o que mostrar"xD

Jedi Master Atomic disse...

Mushroom -> Ganhei :P
Mas olha que há cães que ladram e mordem :P

Ana -> Concordo.

Poison -> Oh não, uma frase feita. Vai mas é ler o post da Rosa Cueca...loool

Ricardo -> Mais uma frase feita? LOL....Hoje o post da Rosa Cueca vai ter muitas visitas :P

Mamã de Salto Alto disse...

Não.Levo mais a sério quem fica de bico calado!

Carlota Pires Dacosta disse...

Realmente nunca ouvimos ninguém dizer:
- sou uma cabra do pior que só sabe fazer a vida negra à Lili das fotocópisas;
- sou mentirosa;
- sou muuuuiiito caridosa com o Jaquim Zé da contabilidade
eheheh
Beijinhos

Sairaf disse...

Prefiro quem age, a quem fala.
Abraço Jedi

anokas disse...

As pessoas que dizem sou muito isto ou aquilo se soubessem o que se passa na minha cabeça quando elas proferem essas alarvidades, calavam-se logo!

O que nos define são as nossas acções porque senão toda a gente era muito boa pessoa na sua própria boca.

Ipsis verbis, só para utilizar a expressão :)

Jedi Master Atomic disse...

Carlota -> Havia de ser giro alguém dizer isso. Mas se o fizesse, quem estivesse a ouvir não iria acreditar :P

Sairaf -> É isso aí, colega :P

anokas -> Agora fiquei com curiosidade. O que é que se passa na tua cabeça? :P

SuperSónica disse...

É um convencido. Palavras há muitas mas na hora da coisa...às vezes desiludem!

grassa disse...

Ninguém é aquilo que apregoa.

Daí eu cuspir aos sete ventos que sou uma merda na cama.

Gasper disse...

Normalmente quem caga de alto, pouco sabe.

Jedi Master Atomic disse...

SuperSónica -> Pela ordem de ideias do grassa (comentário abaixo do teu) tu és bem lenta :P

grassa -> Se ninguém é aquilo que apregoa e tu apregoaste que ninguém é aquilo que apregoa, em que ficamos? :P

Gasper -> Ou então tem 2m de altura :P

anokas disse...

Nessas alturas o meu cérebro tem pensamentos dignos de um dos ten most wanted pelo FBI:)

A♥ (CG) disse...

Nop, porque as acções valem muito mais do que as palavras.

Big Kisses