2011-10-15

The measure of Men

A velha frase do Lord Acton: "Power corrupts and absolute power corrupts absolutely" (pareço bue intelectual ao dizer isto não é? Bué cultura e tal.....ou então usei o google para pesquisar....lol) já tem mais de 100 anos mas ainda continua actual.

Queres saber o verdadeiro carácter duma pessoa? Dá-lhe poder e fica a ver o que acontece!!!
A pessoa de mau carácter começará, dentro de pouco tempo, a exibir o seu lado mal formado através de sinais facilmente reconhecíveis:
- O ar de arrogância e a forma de falar;
- A falta de preocupação pelo bem estar daqueles que estão debaixo da sua alçada;
- A justificação dos seus falhanços com os dos outros que estão debaixo da sua responsabilidade;

Isto porque ainda há muito quem confunda LIDERANÇA e CHEFIA. Diz-se a torto e a direito que "Ah e tal, agora és um líder", sem explicar à pessoa quais são as características necessárias para desempenhar a função. E como ninguém nasce ensinado, os "novos líderes" fazem aquilo que vêem à sua volta os outros "líderes" fazer.

Mas é um bom exercício de auto-conhecimento e até mesmo de auto-ajuda (adoras, não adoras Rosa Cueca? lol), quando se está numa posição de liderança e com poder, fazer estas perguntas a si próprio:

1ª Quando algo corre mal eu empurro a responsabilidade para alguém da minha equipa?
Se a resposta for: "Sim, faço isso quase sempre", é porque a liderança não está a ser feita correctamente.

2ª Quantas vezes eu me preocupei para que a minha equipa tenha as condições de fazer um bom trabalho?
Se a resposta for algo parecido com: "Eles têm que trabalhar com o que têm e não vou incomodar o meu chefe só porque eles não têm o melhor equipamento para o trabalho.", é porque a liderança não está a ser feita correctamente.

3ª Preciso de falar mais alto para as pessoas da minha equipa me ouvirem e conseguir fazer passar o meu ponto de vista?
Se a resposta for: "Sim, quase sempre. Parece que não me ouvem quando eu falo num tom normal.", é porque a liderança não está a ser feita correctamente.

4ª As pessoas sentem-se motivadas a trabalhar depois de eu falar com elas sobre alguma coisa que tenham feito mal?
Se a resposta for semelhante a: "Parece que ficam na mesma ou ainda fazem pior.", é porque a liderança não está a ser feita correctamente.


E por último, um dos melhores medidores de liderança:
5ª Quantas pessoas da minha equipa gostam de mim como líder e me reconhecem a capacidade de liderança?
Se a resposta for menos de 50%, é porque há falhas graves na forma como se está a liderar.

Quando alguém com poder e que lidera pessoas, não se preocupa minimamente com a equipa e quer apenas parecer bem, perante os seus próprios "lideres", não estamos na presença dum líder e sim dum chefe, não estamos na presença de LIDERANÇA e sim de INSEGURANÇA. 

Mas a culpa não é só do líder intermédio, porque o exemplo tem que vir de cima. Quando acima dele existe alguém que também pensa que é líder e que comete todos os erros possíveis e imaginários na gestão de pessoas, há um problema grave para resolver, pois este tipo de "liderança" resulta em 99% das vezes, na destruição da unidade do grupo.

3 comentários:

Mushroom disse...

Tão sério!
É verdade o que dizes, mas se nos anos de ensino não se trabalha para formar líderes decentes, e se os exemplos dados pelos superiores não são os melhores, é mais que normal que as coisas não corram bem...
É todo um ciclo vicioso...

...Ju... disse...

LOL! bem visto, um dias destes publico um post sobre este tema! anda entalado!

Jedi Master Atomic disse...

Mushroom -> Em Portugal trabalhamos para o desenrasca e não para liderar.

Ju -> Vais publicar um post sobre liderança? Mal espero para o ler :P