2010-10-30

Não se esqueçam


Este Domingo a hora muda:

Portugal continental e ilhas: às 2h atrasem para a 1h. (supostamente os Açores é da 1h para as 0h, mas prontosssssssssss, same thing) !!!

2010-10-27

Eu gostava...

...que o FMI viesse cá e virasse isto tudo de pantanas.
E pronto, este foi o meu primeiro e último post sobre politica.

2010-10-19

C.A.B.U.L.A.S.

Como toda a gente sabe, o mundo escolar é repleto de assuntos interessantes para se falar em blogs. Vou abordar algo que me acompanhou desde o 5º ano até ao último ano da faculdade. As CABULAS !!! Há muita gente que não tem coragem de as fazer, outros fazem e depois não têm coragem de as usar, outros usam-nas à descarada e ainda os que se recusam a fazê-las.

Sempre tive muita dificuldade com as disciplinas que envolviam decorar muito conteúdo, como história e geografia e muita facilidade com as que envolvem lógica, como matemática. Nunca usei CABULAS em matemática, tirando uma situação em que o prof. insistiu que nós devíamos decorar uma formula grandalhona e aí, não fui de meias medidas e escrevi-a num papel. Nas disciplinas do "decoranço" confesso que foi um abuso total !!!

E a minha técnica era muito aperfeiçoada. Cortava folhas de papel em tamanho A12 (o tamanho de um selo) e metia-as na manga da camisa (do lado esquerdo), mesmo junto à mão. Isto fazia com que eu pudesse ter o braço esquerdo quieto em cima da mesa e limitava-me a puxar o papel que queria, não dando oportunidade para desconfiarem de mim. Posso dizer com orgulho (lol) que nunca fui descoberto, ou pelo menos, nunca nenhum prof. me disse o que quer que fosse. E acreditem que tive alguns lixados !!!

Vocês usaram CABULAS? Que método usaram para as consultar?

PS: Não sei se sabem mas C.A.B.U.L.A.S significa: (C)onjunto de (A)pontamentos que (B)em (U)tilizados (L)evam (A)o (S)ucesso

2010-10-13

O clube dos malandros

Quando era mais puto, eu as minhas primas e um amigo que era nosso vizinho formamos um clube, denominado de clube dos malandros. Vocês podem bem imaginar o porquê do nome...lol

A ideia nasceu por causa dos livros dos Cinco. Nessa altura eram muito populares e decidimos criar um clube que estivesse à altura dos nossos pergaminhos. Fazíamos reuniões, lanches, actividades malandras e até tínhamos olimpíadas entre nós.

As reuniões serviam para discutir as malandrices da semana. Entre elas, constavam o tocar às campainhas, esvaziar pneus de carros e invadir quintais dos vizinhos. Até hoje ainda deve haver vizinhos que nunca souberam quem lhe esvaziou os pneus do carro. Aqui estou eu para me acusar. Fui eu !!!

As olimpíadas eram constituídas por jogos e actividades físicas, como corrida, saltar muros, etc...Até tínhamos medalhas e tudo. Nos jogos era sempre o belo e histórico jogos de cartas chamado "King".

Foi uma das melhores partes da minha infância, mas.....acho que ainda hoje guardo uma réstia de malandro, pelo menos é o que me dizem :P

2010-10-05

Vida ingrata


Não imagino uma vida mais ingrata do que a dos vendedores porta a porta, sejam eles vendedores de religião, electrodomésticos, comida, etc...
Todos nós gostamos de estar sossegados no nosso lar, sem que ninguém nos incomode. Se ouvimos a campainha a tocar, quanto muito poderá ser o homem do correio para nos entregar algo em mão e nunca, mas mesmo nunca, queremos que seja um desconhecido qualquer a tentar vender-nos algo.

Isto tudo mexe com os sentimentos mais profundos das pessoas, por isso é que imagino o que um vendedor desses deve passar para conseguir fazer o seu trabalho. Eu tento sempre ser simpático quando lhes abro a porta (às vezes consigo fingir que não estou em casa) porque sei que eles devem sentir-se um pouco mal por estarem a tocar às campainhas das pessoas (quando era mais puto eu e as minhas primas adorávamos tocar às campainhas das pessoas...hmmm....lol...isto fica para outro post). Acredito que haja alguns que adorem vender porta a porta e que sintam orgulho nisso, que amem verdadeiramente a sua profissão, mas também acredito que sejam muito poucos.

Por isso, da próxima vez que forem abordados por eles, agarrem nos estalinhos do Carnaval que não usaram e atirem-nos contra eles !!! Tenho dito !!!