2010-10-19

C.A.B.U.L.A.S.

Como toda a gente sabe, o mundo escolar é repleto de assuntos interessantes para se falar em blogs. Vou abordar algo que me acompanhou desde o 5º ano até ao último ano da faculdade. As CABULAS !!! Há muita gente que não tem coragem de as fazer, outros fazem e depois não têm coragem de as usar, outros usam-nas à descarada e ainda os que se recusam a fazê-las.

Sempre tive muita dificuldade com as disciplinas que envolviam decorar muito conteúdo, como história e geografia e muita facilidade com as que envolvem lógica, como matemática. Nunca usei CABULAS em matemática, tirando uma situação em que o prof. insistiu que nós devíamos decorar uma formula grandalhona e aí, não fui de meias medidas e escrevi-a num papel. Nas disciplinas do "decoranço" confesso que foi um abuso total !!!

E a minha técnica era muito aperfeiçoada. Cortava folhas de papel em tamanho A12 (o tamanho de um selo) e metia-as na manga da camisa (do lado esquerdo), mesmo junto à mão. Isto fazia com que eu pudesse ter o braço esquerdo quieto em cima da mesa e limitava-me a puxar o papel que queria, não dando oportunidade para desconfiarem de mim. Posso dizer com orgulho (lol) que nunca fui descoberto, ou pelo menos, nunca nenhum prof. me disse o que quer que fosse. E acreditem que tive alguns lixados !!!

Vocês usaram CABULAS? Que método usaram para as consultar?

PS: Não sei se sabem mas C.A.B.U.L.A.S significa: (C)onjunto de (A)pontamentos que (B)em (U)tilizados (L)evam (A)o (S)ucesso

19 comentários:

Walker Woman ツ disse...

Imagino o festival que seria com uma TEXAS em teu poder :P

grassa disse...

Não sei, mas fiz um post com isso.

Serve?

Zaahirah disse...

A minha 1ª cábula foi no 5º ano, feita pela minha mãe, porque eu não conseguia decorar a definição exacta de "pelourinho".

No liceu fazia cábulas nos dicionários para as disciplinas de línguas,

Na faculdade atingi o cúmulo da perfeição. Fazia pequenos papéis escritos a computador com letra 6, todos escritos em abreviaturas e punha-os dentro do estojo. Conseguia enormer capítulos de livros assim. E ainda os passava aos melhores amigos! :D

Rita disse...

Usei muito poucas vezes, mais quando podia levar calculadora para os exames e então metia lá algumas fórmulas e assim que tínhamos de decorar.

O significado foste tu que inventaste agora?

Jedi Master Atomic disse...

Walker Woman -> Nunca daria para usar, porque as disciplinas onde a podia usar, não precisava de cabulas :P

Grassa -> Serve.

Zaahirah -> As famosas smallfonts :P

Rita -> Já conheço o significado há muito tempo. Aprendi-o na faculdade através dum colega. Não sei se foi ele que o inventou...lol

Srtª Mini disse...

eu fiz a história no 12º ano. a prof tirava os testes do livro de exames. foi só descobrirmos isso e toda a turma começou a levar as respostas prontas! e ela nunca desconfiou, ou pelo menos, nunca disse nada...

Sairaf disse...

Nunca fui muito boa a usar os auxiliares de memória, ficava extramente nervosa, mas na universidade tive de abrir uma excepção.
Lembro de um colega meu que tinha um pergaminho muito pequenino que levava no estojo (um elástico, dois pauzinhos e o papel), nunca consegui ler nada do que lá estava escrito, tal não era a dimensão da letra.

Estou para perceber como lias o quer que fosse numa folha tão pequena, levavas uma lupa??
Abraço grande
Com carinho
Sairaf

Jedi Master Atomic disse...

Srtª Mini -> Bem-vinda ao blog. Essa prof. era um bocado burra...lol

Sairaf -> Eu uso oculos, mas vejo bem com eles :P

Dream on girl disse...

Já usei na faculdade! Não posso ´dizer o mecanismo que é super inovador e posso ainda precisar dele agora pro master! eheheheheh

Srtª Mini disse...

respondendo ao teu comentário: devo conhecer a tal Joana de vista, pelo nome não estou mesmo a ver. Não somos da mesma turma...

Bárbara Silva disse...

- poucas vezes fiz cábulas, mas quando fazia era escrito à mão em letra mini mesmo, em abreviaturas que só eu entendesse e guardava no bolso do casaco ou das calças e quando precisasse punha dentro da mão e ia espreitanto :b

Bárbara Silva disse...

- que é que tem a música e o sapato alto ? :o

Jedi Master Atomic disse...

Dream on Girl -> Super inovador, imagino :P

Srta Mini -> Deves ter sido praxada por ela :P

Barbara Silva -> A tua tactica era parecida com a minha, só que eu guardava noutro sitio. E os meus comentarios no teu blog eram na brincadeira...loool

Miss Impertinente disse...

Jedi bem vindo ao mundo encantado da impertinência! ;)

Nunca fui muito de cábulas mas as que fiz; até ser apanhada por um prof de história; iam para as mangas! E mesmo quando fui apanhada o gajo não me anulou o teste nem nada, só se riu!(mais tarde ficou meu amigo, vá lá saber-se porquê...)

Jedi Master Atomic disse...

Miss Impertinente -> Hmmm...isso faz-me inferir que deves ser gira. Se fosses feiosa o teu prof. anulava-te o teste...loooool :P

Srtª Mini disse...

Não devo ter sido porque não fui praxada por nenhuma Joana. A praxe em Direito funciona por tertúlias porque somos muitos. Além disso, ela tem quantas matriculas? eu tenho 3, se ela está no 3º ano, provavelmente entrámos juntas. :**

Jedi Master Atomic disse...

Srtª Mini -> Pronto, não me batas mais. Quem diria que uma mini seria tão violenta :P

Willma disse...

oie, amei o blog e vou voltar sempre!!!
aproveito a visita para te convidar A UMA SUPER PROMOÇÃO NO ESPAÇO SENHORITA
sempresenhorita.blogspot.com
não perca!
bjos.

Narizinho Lunático disse...

Nunca fui moça de usar cábulas, admito! :p As primeiras que fiz foi no 11º, a Filosofia. Fiz, mas não usei! Não por falta de coragem, mas porque não precisei! :p Depois veio a faculdade e as aulas de Estatística, onde o uso das fórmulas estratégicamente memorizadas na calculadora era o pão nosso de cada dia. E por fim, as cadeiras de Direito... Ai as cadeiras de Direito, em que podiamos levar os instrumentos legislativos para os exames... Todos em fotocópia claro. Onde se alojavam folhas com o mesmo tipo de letra, com artigos inteiros que não eram mais do que a resolução dos casos práticos abordados nas aulas... Deve ter sido por isso que consegui tirar 17! :p (E pronto, aqui fica manchado o meu percurso académico!! LOL)