2010-09-14

Anedota Seca

Um Lisboeta, de passagem pelo Alentejo, foi surpreendido com a notícia de que um amigo tinha falecido e seria enterrado naquela tarde.

Chateado com a situação, a perda de um amigo do peito, procurou saber onde seria o velório e foi para lá.

Ao chegar, viu que no caixão estava o morto inteiramente nu e ao lado um grande pote cheio de creme, no qual cada um dos presentes metia a mão e após apanhar um pouco, passava sobre o defunto.

Surpreendido pela cena, coisa inusitada para ele, aproximou-se da esposa e perguntou:
- Desculpe-me a ignorância, mas o que lhe estão a fazer, é tradição por aqui?

A esposa respondeu:
- Não! É inédito! Nunca o fizemos. Ele é que pediu para ser cremado.

13 comentários:

Ana disse...

Ahahahaha

Boa para começar o dia:-)

Sairaf disse...

E tu queres ser cremado?? :)

Abraço grande
Com carinho
Sairaf

Odalisca disse...

Mas era do alentejo? ... 'tás feito o Toy não?! :P

Zaahirah disse...

Porque é que as tuas piadas têm cada vez menos piada? -.-

Jedi Master Atomic disse...

Ana -> Também achei.

Sairaf -> Claro que sim :P

Odalisca -> Toy rules

Zaahirah -> Provavelmente porque o sentido de humor de quem lê não existe.

grassa disse...

Eu não achei piada nenhuma.

E agora? Não terei eu sentido de humor?

Jedi Master Atomic disse...

Grassa -> Para piadas secas, nepias.

Zaahirah disse...

Ena, cada vez tenho mais coisas em comum com o Sr. Grassa. Deverei eu pedi-lo em casamento?

Jedi Master Atomic disse...

Zaahirah -> Casamento não. Combinem só sexo que é mais facil :P

Zaahirah disse...

Então, então? Por quem me tomas? Sem compromisso não há cambalhotas! Não sou da tua laia ó coisa ruim!!

Cat disse...

Bem seca.. :P

Jedi Master Atomic disse...

Zaahirah -> Las Vegas.

Cat -> Eu avisei :P

Rita disse...

Opá...

Não é nada seca! O creme hidrata, não fica nada seco..

(Desculpem...)